Vila de Prakol

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Vila de Prakol

Mensagem por Skyworld Mod em Ter Dez 18, 2012 9:36 pm

Relembrando a primeira mensagem :



A Portus Vila de Prakol é uma Cidade Portus comum, sem muito comércio ou tecnologia, ligando Ylliria até Servais. o máximo que pode-se achar na cidade são adagas de boa qualidade, assim como um pequeno, porém, lucrativo comércio de grávitas.
avatar
Skyworld Mod
Admin

Feminino Mensagens : 142
Data de inscrição : 18/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo


Re: Vila de Prakol

Mensagem por Ed Kaylock em Ter Nov 17, 2015 12:39 pm

Helia Signa... Aquele nome era tudo o motivo para Ed ser o que era hoje, aquilo que acredita e defende, era pelos atos desta Facção.

Aquela adaga era realmente muito bonita, com detalhes e formato que realçavam o estilo da HS. Aquela que se chama Yu parecia desaprovar completamente a oferta, não pelo preço e sim pelo produto em si.

Ed: Eu aceito. - Disse tirando as moedas de sua carteira. - Uma lâmina que tirou a vida de um judiciário provavelmente só me trará boa sorte. - Riu. - Agora, me desculpe o inconveniente da minha pergunta, mas eu gostaria de saber uma coisa. Estarei aqui pela cidade por alguns dias ou talvez uma semana completa dependendo da Revoada, e eu preciso de algum trabalho extra, sabem de algo? Até mesmo se vocês precisam de ajuda com algo simples.

Já que está preso na cidade, o homem achou que não seria uma má ideia tentar ganhar um dinheiro extra, ou até contatos de comércio para o futuro.

[-31 Talentos]
Total Atual = 4 Talentos

_________________

avatar
Ed Kaylock
Explorador
Explorador

Masculino Mensagens : 161
Data de inscrição : 17/12/2012
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Lightsworn em Ter Nov 17, 2015 1:25 pm

Yu leva a mão até o queixo, com um semblante pensativo, ao passo em que Lako recebia o dinheiro de Ed e começava a preparar os dois produtos para entregar ao comprador.

Yu: Bem,eu ouvi dizer que tem algumas pessoas cobrando uma espécie de pedágio para quem vem pra cá, lá nos Bosques de Ganeck. Como as Estradas do Teixo não tem ligação com Prakol, vez por outra alguns grupos desses decidem cobrar por pedágio em passagens, principalmente na época da revoada.

Lako termina de embalar o escudo e a adaga, entregando os produtos para Ed.

Lako: Com essa cobrança de pedágio, as pessoas gastam o dinheiro antes mesmo de entrar na cidade, e isso acaba resultando nelas tendo menos dinheiro para gastar na cidade, o que inclui o nosso negócio.

Yu leva a mão ao rosto imediatamente ao ver que Lako estava levando aquilo pro lado dos negócios.

Yu: DE QUALQUER MODO, esse grupo parece estar ameaçando e as vezes até mesmo atacando as pessoas que tentam vir para cá, acho que nós poderíamos oferecer uma recompensa se você conseguir fazer algo sobre eles.

Lako: Sim, sim, como isso provavelmente vai fazer as pessoas entrarem com mais dinheiro na cidade, talvez valha uma recompensa mesmo!

Yu sacode a cabeça negativamente enquanto Lako procura algo numa pequena cesta que ficava perto do balcão, tirando um broche. Ele entrega o broche para Ed.

Lako: Aqui, um bônus pela compra, um souvenir do festival.

O broche era circular, pequeno e possuía uma ilustração de um pássaro vermelho semelhante ao do escudo retangular que havia sido comprado.

_________________
avatar
Lightsworn
Cruzador de Mundos
Cruzador de Mundos

Masculino Mensagens : 805
Data de inscrição : 14/02/2013
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Ed Kaylock em Ter Nov 17, 2015 2:02 pm

Edward pegou os produtos e segurou de maneira mais organizada que pode debaixo do braço direito.

Ed: Bosques de Ganeck? Certo. Verei o que posso fazer quanto a isso. - E então, um pouco surpreso recebeu aquele pequeno broche. - Oh, obrigado. Vejo que realmente este é um Evento importante. - Sorriu amigavelmente. - Eu agradeço pelos produtos, sairei de imediato para os bosques. - Quando chegou a porta do local, se virou rindo: - Terei certeza de recomendar esse loja, escudos bons e adagas amaldiçoadas. HAHAHA.

O homem resolveu caminhar em direção aonde estava hospedado, para deixar os embrulhos e avisar os magos para onde estava indo.

Chegando a estalagem seguiu apressadamente para seu quarto, desembrulhou fazendo barulho suficiente para quem quer que estivesse dormindo no mesmo quarto.

Ed: Estou indo para os Bosques de Ganeck, fica perto daqui. Preciso cuidar de alguns cobradores de impostos ilegais, talvez dê algumas moedas extras. - Avisou os magos sonolentos. - Recomendo não saírem do seu quarto para não correr o risco de se depararem com um membro daquela Facção. - Vestiu seu roupão de couro, equipou seu escudo no braço esquerdo e a bainha da adaga no cinto, ao lado da canhoneira, assim deixando eles meio escondidos pelo equipamento defensivo. Guardou o broche no bolso esquerdo da camisa, atrás do colete. - Se saírem daqui, tomem extremo cuidado, não posso sair para encontrar vocês. Estejam avisados.

Saiu do lugar sem esperar resposta e foi em direção a saída da cidade, assim que passou das extremidades do local, colocou seu capuz e seguiu em direção aos Bosques.

_________________

avatar
Ed Kaylock
Explorador
Explorador

Masculino Mensagens : 161
Data de inscrição : 17/12/2012
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Lightsworn em Qui Nov 19, 2015 10:38 am

Enquanto Yun caminhava pelas estradas de Prakol, seus ouvidos lupinos conseguiram pescar um som estranho no ambiente. Parecia o som de algo zunindo, se movendo em alta velocidade de maneira circular.
Yun consegue distinguir a direção de qual o som vem, e é de dentro dos muros de uma espécie de mansão. Se a jovem garota com características lupinas quiser descobrir qual é a fonte desse barulho estranho, seria necessário escalar o muro, algo que não é tão difícil para a pequena aventureira.

_________________
avatar
Lightsworn
Cruzador de Mundos
Cruzador de Mundos

Masculino Mensagens : 805
Data de inscrição : 14/02/2013
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Ryoth Tacyon em Qui Nov 19, 2015 10:40 am

Ryoth desembarca em Prakol, e se surpreende com o número de pessoas que já estava na cidade.

Ryoth: Que estranho - ele pensa, passando por pessoas e barracas vendendo penas vermelhas que claramente eram uma imitação bem barata da coisa real - essa cidade ... era pra ter tanta coisa assim? Mas enfim ... o tal do Markus saiu correndo na frente, dizendo que iria fazer não-sei-o-que lá que guardas fazem e que eu deveria encontrar ele na pousada Entardecer. O jeito é achar esse lugar.

Ele circula pelas ruas, passando por mais pessoas, barracas e estalagens. Todas lotadas. Conforme avança, ele pesca alguns fragmentos de conversa sobre uma ... Revoada Vermelha, mas não se incomoda muito em saber mais do que isso.

Após alguns minutos andando, ele chega a uma estalagem com uma placa bem ... sugestiva: um pássaro vermelho qualquer sobre o céu do fim de tarde.

Ryoth: Só pode ser aqui. E se não for, vou comer minhas calças com vinagre, eu juro. - ele pensa, entrando na estalagem, que também estava lotada.

Lá, ele encontra o homem chamado Markus.

_________________

avatar
Ryoth Tacyon
Explorador Experiente
Explorador Experiente

Masculino Mensagens : 247
Data de inscrição : 17/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Escritor do Destino 3 em Qui Nov 19, 2015 11:43 am

Prakol realmente estava mais movimentada que o costume, a cidade geralmente é algo parado e simples, mas o evento da Revoada Vermelha sempre trazia um número grande turistas.

Com a Estalagem do entardecer, não era diferente, apesar do horário matinal, muitas pessoas estavam ali para pedir seu café da manhã e se preparar para quaisquer sejam as atividades festivas do local.

Numa mesa, ao lado das escadas que estavam ao quarto, estava Markus, com seu quepe azul escuro pousado na mesa, ao lado de um pequeno lanche de pão ylliriano com alfaces, azeitonas e um pedaço de carne de porco fria, junto com um copo quase vazio de suco. Dava para se ver o alívio de acabar o turno estampado no senhor, com sua gravata afrouxada e os olhos escuros de sono.

Markus: Sente-se. - Disse com tom cansado quando avistou Ryoth se aproximando. Quando o wescan sentou, continuou: - Quer um Café? Pagarei em troca de informação. E neste caso, me deixe ser bem direto e sem rodeios. Eu sei que você é o Wescan que deviamos que estavamos procurando, tive uma noite longa e o fato daquele guarda ter lhe atacado daquele jeito me fez repensar na veracidade da denúncia. Preciso que me conte, quem é você? Os boatos de rituais de magia são verdadeiros? - Falou tudo em tom baixo, gentil e com autoridade suficiente para mostrar que falava sério, mas não queria que ninguém bisbilhotasse.
avatar
Escritor do Destino 3
Explorador Novato
Explorador Novato

Masculino Mensagens : 24
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Ryoth Tacyon em Qui Nov 19, 2015 11:55 am

Ryoth: Olha, ca .... quer dizer, senhor. - ele diz, se sentando do outro lado de Markus, ainda um pouco apreensivo pelo ataque do "companheiro" deste - Eu nunca me envolvi com magia nenhuma. A única coisa errada que eu fiz foi conhecer uma garota lá em Treesburg. Eu ... não consigo me lembrar mais nada além disso.

_________________

avatar
Ryoth Tacyon
Explorador Experiente
Explorador Experiente

Masculino Mensagens : 247
Data de inscrição : 17/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Escritor do Destino 3 em Sab Nov 21, 2015 11:34 am

Markus esfregou os dedos na testa pensativo, aquilo não estava sendo informativo como queria. Precisava pressionar mais um pouco. Quando o dono da Estalagem apareceu, o velho policial chamou sua atenção e pediu um pequeno café da manhã semelhante ao dele.

Esperou alguns minutos até a comida chegar, ficando apenas em silêncio, precisava acalmar o Wescan, o que aconteceu no trem não é algo normal. E se ele estava sendo caçado por mais gente que não fosse as autoridades, algo mais oculto estava acontecendo.

Markus: Pode comer, deve estar faminto. - Esperou mais algum tempo até retormar. - Esta garota em Tressburg, me conte sobre ela.
avatar
Escritor do Destino 3
Explorador Novato
Explorador Novato

Masculino Mensagens : 24
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Ryoth Tacyon em Sab Nov 21, 2015 11:55 am

Ryoth tomou um gole de café enquanto tentava lembrar de tudo que havia acontecido. Por um motivo ou outro, sua memoria estava toda embaralhada, apesar de o wescan se lembrar perfeitamente de coisas que haviam acontecido quando ele era só um garoto.

Ryoth: Eu e um amigo ... encontramos ela em uma prisão - ele diz, meio vagamente - acho que ela se chamava Maella, ou algo do genero. Era uma wesci bonitinha, parecia ser inocente. Nós prometemos ajudar ela. - ele dá uma dentada generosa no pão, começando a suar levemente conforme se lembrava do que havia acontecido - Mas ... nhum ... ela tinha alguma coisa que eles queriam e então ... eles ...

O wescan se lembra de um lugar escuro. Um elfo estava a sua frente, sorrindo sadicamente. Um grito abafado vinha de algum lugar, ao longe. 'Que cachorrinho teimoso ... vou ter que tirar outra dessas pra você contar a verdade ...?"

Ryoth: E .... eles .... eles a mataram ... - ele diz, suando frio, a pele branca como o giz - e o meu amigo também ... e a culpa foi minha.

_________________

avatar
Ryoth Tacyon
Explorador Experiente
Explorador Experiente

Masculino Mensagens : 247
Data de inscrição : 17/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Escritor do Destino 3 em Sab Nov 21, 2015 12:36 pm

O Policial olhou para os lados, para ver se não havia ninguém bisbilhotando a conversa. Todos os presentes estavam de olho em sua própria comida e conversas alheias.

Markus: Desculpe, as memórias não parecem ser algo bom de se recordar, mas terei de insistir um pouco mais. - O senhor então pegou uma pequena pasta de arquivos que estava no banco ao seu lado, onde Ryoth estava não dava para ter percebido a presença do objeto. - Dê uma olhada nisto. - Disse arrastando o arquivo com os dedos até o wescan. - Ai dentro, existem informações sobre algumas facções que desconfio. Algumas são só rumores que eu busquei mais a fundo, mas talvez ajude em algo. - Falou em tom baixo.

Na frente da pasta havia escrito: Confidencial - Pesquisa do Detetive Oficial Markus.

Havia umas 7 páginas feitas em máquina de escrever, a primeira tinha o título "Facção - Keiha", não havia muito informação além de um símbolo parecido com uma lança, também havia escrito em vermelho "Rumor".

Na página seguinte havia a "Facção - Riitii", havia pequenas fotos de membros encapuzados com grandes simbolos brancos de uma Foice Ensanguentada. Estava escrito que os membros praticavam rituais proibidos para adorarem a Deusa da Morte e do Sangue.

Na terceira página estava a "Facção - Pyha" onde havia uma única foto de membros parecidos com monges de roupas claras. Ainda parecia ser um rumor quase confirmado, onde os integrantes buscam justiça em partes remotadas de Skyworld, não importando o método empregado na missão.

A Quarta página estava a "Facção - Qari", havia uma única foto que parecia ter sido feita há alguns anos, havia um jovem calvo engravatado, de não mais de 21 anos, e ao seu lado um grande senhor com vestes ainda mais formais, exceto por uma grande e bela capa, seu rosto estava coberto por uma folha de planta, que mostrava que o fotógrafo estava escondido naquele momento.

A última facção era a Helia Signa e havia três paginas com sua informação, havia diversas fotos em situaições diferentes e até alguns desenhos de retratos falados. Uma das mais notórias era um elfo sorridente, que sempre mudava o corte de cabelo, curto e loiro, médio e avermelhado, cabelo algum, porém sempre com um sorriso. Havia informações e rumores sobre a Facção, e por algumas notas oficiais de Markus, que dava para se perceber que odiava a tal.
avatar
Escritor do Destino 3
Explorador Novato
Explorador Novato

Masculino Mensagens : 24
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Ryoth Tacyon em Sab Nov 21, 2015 1:06 pm

Ryoth olhou as informações da pasta, enquanto comia seu lanche. Nenhuma daquelas informações lhe era conhecida ou relevante, até que ele chegou na parte sobre a Helia Signa.

Ryoth: Esse elfo aqui - ele diz, apontando para uma das várias fotos do elfo loiro - Foi ele que fez isso - ele mostra as mãos com as garras faltando - ele queria o tesouro da familia da Maella, dizendo que era um artefato de magia proibida. Ele pensou que eu e meu amigo sabiamos o que isso fazia ... meu amigo morreu por causa disso, Maella também morreu por causa disso. Mas ... - ele tira um pequeno medalhão de dentro da camisa. Ele continha o desenho de um Sol, uma Estrela e uma Lua - eu roubei dela. Prometi que iria proteger.

_________________

avatar
Ryoth Tacyon
Explorador Experiente
Explorador Experiente

Masculino Mensagens : 247
Data de inscrição : 17/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Escritor do Destino 3 em Sab Nov 21, 2015 1:19 pm

Markus manteve as feições inpertubadas mostrando seu profissionalismo mesmo fora do horário de serviço.

Markus: Eu sinto muito. - Depois apontou o dedo para as fotos do elfo. - Então, este rapaz é Istyar? Aquele que lhe atacou no trem mais cedo? Acha que ele estava atrás de você ou do medalhão?
avatar
Escritor do Destino 3
Explorador Novato
Explorador Novato

Masculino Mensagens : 24
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Ryoth Tacyon em Sab Nov 21, 2015 1:26 pm

Ryoth: Naquele momento, eu pensei que ele só iria me prender ou qualquer coisa assim, por estar roubando malas - ele diz, levemente dando de ombros - mas agora eu tenho certeza de que ele está atrás desse medalhão.

_________________

avatar
Ryoth Tacyon
Explorador Experiente
Explorador Experiente

Masculino Mensagens : 247
Data de inscrição : 17/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Escritor do Destino 3 em Sab Nov 21, 2015 1:54 pm

Markus: Roubando malas?! - Disse em tom baixo, porém ainda irritado. - *suspiro* Escute aqui... Ryoth? Certo? Eu odeio a Helia Signa e todas as coisas asquerosas que eles representam. Posso lhe ajudar, minha esposa e filhos foram visitar a vó em Servais, eu estaria junto se não fosse essa investigação que colocaram em cima de você. - Apontou para o Wescan quando falou a ultima palavra.

O policial pensou bem o que deveria fazer em seguida, depois de alguns segundos, retomou:

Markus: Veja bem, recomendo que fique aqui em Prakol durante toda a Revoada Vermelha, é dificil te encontrarem aqui nesta época com todos estes turistas. Pode dormir na sala da minha casa, moro na rua atrás da princípal, é uma casa amarela e branca. Mas entenda, se eu ouvir falar de roubos mais uma vez sua única proteção vai ser as barras de ferro da prisão, estamos entendidos? - Por fim, o policial se levantou para sair. - Irei descansar, logo retomarei a investigação, fique com estes arquivos, é só uma cópia, estude-os ou faça o que quiser, mas não deixe ninguém ver. Quando não achar mais útil, queime ou rasgue e jogue no rio. Estarei em casa. - O Senhor de cabelos quase grisalhos deixou o dinheiro da conta com o Dono da Estalagem e se retirou.

Ryoth estava sozinho com os arquivos e precisava decidir o que fazer agora, enquanto um funcionário retirava a louça do café da manhã.
avatar
Escritor do Destino 3
Explorador Novato
Explorador Novato

Masculino Mensagens : 24
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Ryoth Tacyon em Sab Nov 21, 2015 2:02 pm

Ryoth: Nunca levei uma bronca tão grande assim desde que tentei pegar comida na cozinha do internato. - ele pensa, lendo novamente os documentos sobre a Helia Signa que estavam na pasta de Markus.

Ele parecia ser um cara bastante confiavel. Afinal, ele ouvira toda a historia de Ryoth sem desconfiar de uma palavra sequer, odiava a Signa e ainda tinha lhe oferecido um lugar pra ficar! Não se encontra gente assim por ai, isso o wescan tinha certeza.

Mas outra coisa que ele também sabia era que pessoas estavam se ferindo por causa dele. Markus tinha esposa e filho. O que aquele elfo maniaco não poderia fazer àqueles dois inocentes?
O wescan se levanta, e sai da estalagem, se misturando à multidão. Ele precisava decidir onde ficar.

Ele encontra a casa de Markus com bastante facilidade. E bate à porta, esperando alguma resposta.

_________________

avatar
Ryoth Tacyon
Explorador Experiente
Explorador Experiente

Masculino Mensagens : 247
Data de inscrição : 17/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Ed Kaylock em Sab Nov 21, 2015 2:08 pm

Após um tempo andando em uma caminhada surpreendentemente tranquila, Ed finalmente chegava a Prakol. Apertou o passo para chegar a loja onde havia aceito a missão dos bosques.

Chegando a porta, resolveu bater nela outra vez como havia feito mais cedo. Por algum motivo, fazer isso lhe dava a sensação de ter estado aqui somente dias atrás, chacoalhou a cabeça para manter foco no agora.

_________________

avatar
Ed Kaylock
Explorador
Explorador

Masculino Mensagens : 161
Data de inscrição : 17/12/2012
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Lightsworn em Sab Nov 21, 2015 2:41 pm

Agora a porta se abre rapidamente, ao contrário do que aconteceu no começo do dia. É Yu quem abre a porta dessa vez. O garoto pede para Ed entrar.

Yu: Lako está lá terminando de arrumar algumas coisas, vou chamar ele. Tente ver se acha mais algo que queira enquanto isso!

Animado, o garoto corre para dentro da sala que ele estava durante a manhã. Ele sabia que se Ed estava de volta, só podia significar que as pessoas que estavam pedindo pedágios pela passagem no bosque haviam sido derrotadas. Agora que já não estava tão cedo, dava para ver que haviam vários produtos novos expostos no armazém, toda uma sorte de produtos, a maioria com estampas da revoada.

Lako: Então, você conseguiu conseguiu derrotar os criminosos que estavam complicando a entrada das pessoas que vinham pra cidade? Bom trabalho!

Lako sai de dentro da sala em que estava carregando uma canhoneira com uma pintura vermelha. Dava para se ver que o formato dela era diferente, com detalhes que lembravam asas em sua lateral. Era uma canhoneira que parecia ser personalizada pelos motivos da revoada.

Lako: Então, você é bem forte mesmo, né, Ed? Voltou rápido e nem parece ter se machucado. Mas bem, aqui está sua recompensa.

O homem coloca a canhoneira que carregava numa estante, e puxa um saco de dinheiro de baixo de um balcão.

Lako: Aqui, 30 talentos. Não é muito, mas bem, você parece não ter tido tanta dificuldade no trabalho. Talvez tenha sido um dinheiro fácil pra você.

Lako entrega o saco de talentos para Ed, ao mesmo tempo em que Yu volta da sala de onde havia ido chamar Lako, dizendo:

Yu: Se quiser, posso fazer um "refill" do falión da sua canhoneira. Por conta da casa!

_________________
avatar
Lightsworn
Cruzador de Mundos
Cruzador de Mundos

Masculino Mensagens : 805
Data de inscrição : 14/02/2013
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Ed Kaylock em Sab Nov 21, 2015 2:58 pm

Ed finalmente pode suspirar tranquilo, trinta talentos dava para manter por alguns dias se ele não fizesse nenhuma bobagem.

Ed: Fácil não foi, eu acho que posso dizer que tive sorte. Porém aqueles cobradores não serão um problema. - Depois se virou para Yu. - Sim, por favor, o refill seria de grande ajuda. - Sorriu. - Mas eu tenho que me apressar, tem uma coisa que eu preciso verificar logo.

O homem deu sua canhoneira a Yu e então aguardou satisfeito. Também estava preocupado com os magos, apesar das chances de algo acontecer nesse pequeno período de tempo, tinha que ter certeza de que estavam bem, se eles se perdessem... a punição por isso seria... Ed balançou a cabeça levando os pensamentos embora.

_________________

avatar
Ed Kaylock
Explorador
Explorador

Masculino Mensagens : 161
Data de inscrição : 17/12/2012
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Lightsworn em Sab Nov 21, 2015 3:03 pm

Yu faz o refill e devolve a canhoneira pra Ed.

Yu & Lako: Então nos vemos depois. Se precisar de algo, é só voltar aqui e vemos no que podemos ajudar.

Os dois acenam para o aventureiro, se despedindo.

_________________
avatar
Lightsworn
Cruzador de Mundos
Cruzador de Mundos

Masculino Mensagens : 805
Data de inscrição : 14/02/2013
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Escritor do Destino 3 em Sab Nov 21, 2015 3:05 pm

As batidas na porta de Ryoth recebem como resposta o silêncio. Markus ainda não havia chegado em casa, e se chegou não havia ouvido. Muito provavelmente foi descansar em algum canto remoto da cidade para ver os primeiros passaros da Revoada, ou uma caminhada.
avatar
Escritor do Destino 3
Explorador Novato
Explorador Novato

Masculino Mensagens : 24
Data de inscrição : 15/11/2015

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Ed Kaylock em Sab Nov 21, 2015 3:26 pm

Ed agradeceu por todo o serviço prestado e a oportunidade de ganhar talentos extras, saiu da loja satisfeito e cansado. Resolveu voltar para estalagem para guardar o equipamento e relaxar um pouco.

No meio do caminho percebeu o grande número de pessoas circulando, incluindo algumas barracas com produtos do festival.

Chegou numa pequena praça central, onde havia somente uma fonte de mármore e alguns bancos. Surpreendentemente não estava tão cheio quanto as ruas com comércio, resolveu sentar e tomar um pouco de sol.

_________________

avatar
Ed Kaylock
Explorador
Explorador

Masculino Mensagens : 161
Data de inscrição : 17/12/2012
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Ryoth Tacyon em Sab Nov 21, 2015 3:35 pm

Como não havia ninguém, Ryoth decidiu dar uma volta, e pensar melhor no que iria fazer. E se haveria algum lugar seguro em que ele pudesse se esconder, sem colocar ninguém em risco.

Após alguns minutos andando sem um rumo certo, e sem encontrar nada promissor, ele chega numa praça, em que não havia quase ninguém comparado com o resto da cidade.

No meio, havia uma fonte. Ele se aproxima devagar, e coloca um dos dedos na água. Não sentiu nada.

Só depois de colocar e tirar o mesmo dedo dentro da fonte, ele percebe que um homem o observava, e parecia que iria rir do wescan a qualquer minuto.

Ryoth: Isso dá sorte, sabia? - ele diz, secando o dedo na camisa

_________________

avatar
Ryoth Tacyon
Explorador Experiente
Explorador Experiente

Masculino Mensagens : 247
Data de inscrição : 17/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Ed Kaylock em Sab Nov 21, 2015 3:41 pm

Depois de uns minutos no silêncio, um Wescan que "brincava" na fonte o surpreendeu, Ed observou e achou uma cena quase engraçada, por qualquer motivo que seja.


Ed: Sorte é? De onde eu vim a sorte só viria se jogasse um Talento, um Arruendo e um Marco ao mesmo tempo. Na minha opinião essa sorte sempre foi capitalista. - Riu. - Edward. - Falou girando o corpo no banco em direção ao novo conhecido e estendendo a mão.

_________________

avatar
Ed Kaylock
Explorador
Explorador

Masculino Mensagens : 161
Data de inscrição : 17/12/2012
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Ryoth Tacyon em Sab Nov 21, 2015 3:46 pm

Ryoth: Ryoth - ele diz, apertando a mão de Edward - Olha, eu teria muita sorte só de ter todo esse dinheiro pra jogar em uma fonte. - ele dá uma risadinha e se senta - Então, Edward, veio aqui pra ver a Revoada também?

_________________

avatar
Ryoth Tacyon
Explorador Experiente
Explorador Experiente

Masculino Mensagens : 247
Data de inscrição : 17/12/2012

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Ed Kaylock em Sab Nov 21, 2015 3:55 pm

O homem se ajeita mais para o lado para dar espaço no banco, percebeu que ele não havia algumas unhas, não que para Ed isso parecia relevante ou algo do tipo, talvez fosse uma moda nova? Quem sabe.


Ed: Na verdade estou na espera de uma pessoa, porém ela provavelmente só vai chegar após a Revoada, então eu vou aproveitar a oportunidade. - Edward tirou o escudo do braço e colocou ele de lado, para ficar mais a vontade. - E você? Veio a negócios?

Enquanto esperava a resposta observava alguma pessoa ou outra que cruzava a praça para chegar a seus destinos.

_________________

avatar
Ed Kaylock
Explorador
Explorador

Masculino Mensagens : 161
Data de inscrição : 17/12/2012
Idade : 21

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Vila de Prakol

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 5 Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum